sábado, fevereiro 21, 2015

Afinal o desafio tem nome e é internacional

Há 2 dias atrás respondi a um desafio, que como foi feito pela cara metade não podia ser recusado. O outro motivo para aceitar o desafio é que eu adoro responder a perguntas e fazer outras. Como na versão do desafio que recebi as regras ditavam que tinha de desafiar seguidores, não deu para cumprir, pois só tinha 9 (agora tenho 10, apareceu um novo) e os poucos que têm blogs activos já tinham participado do mesmo.

Hoje recebi novo desafio, e uma versão em inglês, pois na realidade isto é uma cadeia internacional chamada Liebster Awards. E Liebster é uma palavra alemã por isso pode nem ter sequer origem num mundo anglófono. O blog que tem este nome até está em espanhol! É portanto uma grande salgalhada, não estivéssemos nós a falar de redes sociais...
Quem me desafiou foi Uma Susana no Mundo, pois ela foi desafiada também, tanto na versão "internacional" do desafio, como na versão portuguesa, a tal que eu já fiz.

Seguindo o meu hábito do ser do contra, eu não vou participar realmente deste novo desafio. Vou portanto romper com a cadeia, como muitas outras que recebo há anos, mas como gosto de responder a perguntas, vou responder às da Susana, e depois deixar as minhas, que vai ser tarefa fácil; serão as mesmas 10 que fiz da outra vez e acrescento uma nova.
Como ainda não tenho o meu blog em inglês, que é como quem diz o meu blog internacional (abre, espero eu, a 9 de Março), vou responder em Português. Depois farei a versão deste desafio no meu novo blog (que vai ter certamente dezenas, quiçá centenas, de seguidores fiéis).

Porque criaste um blog (Why you create a blog)?
Eu sempre gostei de contar histórias e de dar a minha opinião (detalhada) sobre muitos assuntos mas em 2005 fui em trabalho para o Japão e comecei a escrever crónicas regulares sobre as minhas experiências e aventuras, as quais enviava por e-mail para famílias e amigos. No ano seguinte estava em novo destacamento no UK e com mais tempo para dar largas à escrita criei o meu primeiro blog.
Qual o tema do teu blog (What is the subject of you blog)?
Eu na realidade tenho 3 blogs. O meu principal não tem tema. Chama-se Dissertações porque era esse o meu objectivo inicial, dissertar e opinar sobre qualquer coisa que me viesse à cabeça, mas também o uso para fazer crónicas da minha vida, falar um pouco mais de mim, ou simplesmente comentar as actualidades. O segundo que fiz (na realidade nasceram os 2 ao mesmo tempo) foi para publicar as crónicas do Japão. O terceiro é um projecto (que está em pausa neste momento) com outras pessoas, de partilhar 1000 fotos originais (tiradas por um de nós ou fornecida por um conhecido, não sacadas da net) de bicicletas.
Há quanto tempo tens o teu blog (How long you have your blog)?
Já respondi ali em cima, mas a data do primeiro post deste blog foi 5 de Maio de 2006, portanto tenho-o há 8 anos, 9 meses e 17 dias.
Escreves para quem (You write to who)?
Eu gosto de pensar que é para toda a gente, eu incluído. Na realidade é sobretudo para os meus amigos. Ah, e como ainda só escrevo em português é para os amigos de Portugal, apesar de ter descoberto em tempos que alguns colegas lêem o blog usando o tradutor (que na realidade funciona mal, ainda para mais com o meu estilo de escrita).
Porque saíste da tua terra natal (Why you move from your home town)?
Eu tenho várias terras natais. Nasci em França e saí de lá porque os meus pais mandaram-me para Portugal. Cresci em Sever do Vouga e saí para Aveiro primeiro para estudar e depois porque arranjei lá emprego. Saí de Aveiro para Amesterdão porque perdi o meu emprego e o primeiro que arranjei foi aqui! Mas desde finais de 2005 que queria sair de Portugal, só esperava a oportunidade certa (não tenho ou tive a coragem de outros que largaram tudo para procurar uma vida melhor).
Três coisas que adoras acerca das pessoas na tua nova cidade (Three things you love about the people in your new city)?
O facto de termos pessoas de uma enorme diversidade cultural; O falarem inglês mesmo quando dizem que falam um pouquinho; Acho que se responsabilizam mais (excluindo certos grupos) pelos seus actos e deveres.
Três coisas que detestas acerca das pessoas na tua nova cidade (Three things you hate about the people in your new city)?
Não sabem atender os outros; Muitos ciclistas pensam que podem fazer tudo e que têm sempre razão; Muito mais porcos (em termos de fazer lixo) do que eu achava possível num país destes.
Três coisas boas na tua nova vida (Three good thing about your new life)?
O meu filho que nasceu depois de ter vindo para cá (apesar de já estar planeado antes); Os novos amigos que se fizeram e fazem; Viajar.
Três coisas más na tua nova vida (Three bad things about your new life)?
Os amigos que deixei para trás; O não me sentir realmente integrado; A dificuldade em obter bons cuidados de saúde.
Três lugares que recomendas na tua nova cidade ou novo país (Three places that you recommend in your new city/country)?
O Rijks Museum em Amesterdão; Zaanse Schans; O Keukenhof e os campos de flores circundantes na Primavera.
Que país gostaste mais de visitar e porquê (What country you like most to have visited and why)?
O Japão. Não deu para passear muito pois trabalhava sempre mais de 10 horas de segunda a sábado, mas também permitiu conhecer o país, a cultura e as pessoas de outra forma que não se conhece quando se vai só em passeio.


E agora seria mais fácil nomear alguém pois não precisa de ser um seguidor. Mas tenho praticamente o mesmo problema, pois eu não sou um grande conhecedor de blogs, melhor dizendo, não acompanho regularmente muitos. Aqueles que acompanho já foram todos nomeados!
Como neste caso a nomeação inclui a atribuição do prémio (e uso da respectiva imagem) não posso fazer o convite aberto como fiz dantes
Se alguém quiser responder às minhas perguntas, pelos comentários eu fico agradecido. As primeiras 10 estão no desafio anterior e a nova pergunta é:
    11. Os teus intestinos funcionam como um relógio ou de forma caótica?

Sem comentários:

Publicar um comentário

Opina à tua vontade